• Carol Ussier

Bolívia e Peru (21 dias)


Por que Bolívia e Peru? Por que sozinha? Por que em abril e maio? Como decidi o itinerário e a quantidade de dias? Um mochilão pela Bolivia e pelo Peru era meu sonho de consumo desde que me joguei nesse mundão e comecei a viajar sozinha. Por alguma razão achava que essa viagem seria especial.

A primeira vez que eu vi alguém explorando parte desse roteiro foi em 2000. Eu tinha apenas 10 anos e minha mãe encarou a Trilha Inca em plena estação chuvosa, deixando a primeira pulguinha atrás da minha orelha. Depois disso, ainda na escola, passei por uma época de sonhar com a Trilha Inca com alguns amigos... foi quando os primeiros boatos sobre fecharem Machu Picchu surgiram (e pensar que já passaram mais de 10 anos e ainda não fecharam...) A adição da Bolivia veio anos mais tarde, quando passei a me dar conta que os dois países dividem grande parte de sua história e de sua cultura. Passei alguns bons 4 ou 5 anos sonhando com essa viagem. E aí chegou 2015 e com ele uma grande reviravolta em minha vida. Em uma época em que eu não estava bem, eu sabia que viajar seria um dos melhores remédios que eu poderia ter. E, mais do que viajar, sabia que era a hora de fazer a viagem que eu tanto esperei. Fazer a Trilha Inca era parte fundamental do roteiro e para isso eu sabia que deveria fazer a reserva com 6 meses de antecedência. Também sabia que entre dezembro e março chove muito e entre junho e agosto faz muito frio. Viajar depois de agosto estava fora de cogitação, pois não poderia esperar tanto. Ou seja, sobravam os meses de abril e maio. Decidida a época em que eu iria viajar foi quando acabei decidindo que iria sozinha, pois é uma época em que a maioria dos meus amigos não pode tirar férias e eu não queria esperar alguém manifestar interesse. E para ser sincera, assumo que no fundo para mim era importante passar por esse momento sozinha. Consegui comprar a passagem de volta de Cusco em uma promoção de milhagens da Tam e, depois de fuçar muito, achei a passagem mais barata de ida chegando em Sta Cruz de La Sierra. Datas definidas e local de chegada e de saída também, foi o momento de planejar um roteiro e ter uma ideia dos gastos. Para definir o roteiro segui uma dica que sempre funciona: estabelecer as prioridades da viagem, aquilo que você realmente não quer perder. Para mim eram duas coisas: fazer a Trilha Inca e fazer o tour de 3 dias no Salar de Uyuni. Fiz muitas pesquisas, li muito e para facilitar a vida de quem queira fazer um roteiro parecido, termino esse post compartilhando com vocês a planilha final, que eu atualizei após a viagem com o roteiro que acabei fazendo (sim.. como boa mochileira mudei algumas ideias durante a viagem) e os custos reais.

#Roteiros #Bolívia #Peru #AméricadoSul

0 visualização
Ana Carolina Ussier

Uma mulher viajante, com sol em aquário e lua em sagitário. Tenho muitas versões: engenheira por formação, gerente de projetos por convicção e dançarina por vocação, mas acima de tudo uma grande incomodadora inconformada. Apaixonada por inclusão social e pelo universo feminino. Vivendo pela África Ocidental desde 2017, agora sem residência fixa.

 

Conheça mais

 

© 2017 by Carolando no Mundo. Todos os direitos reservados